[Kiri] Academia Ninja

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

default [Kiri] Academia Ninja

Mensagem por Uchiha Sasuke em 28/2/2015, 5:44 pm

Relembrando a primeira mensagem :

Academia Ninja
Antes de se tornar um ninja, você precisa passar pela academia, a parte mais chata de todo o nosso jogo... porém é essencial, caso você não faça, estará preso ao início, impossibilitado de trilhar o seu caminho pelo RPG.

-Regras-

- 9 linhas para técnicas rank E, 12 linhas para técnicas rank D.
- Após o termino do seu treino, poste no tópico de Reajustes e Atualizações requisitando seus 9 pontos ganhos.


Nawanuke no Jutsu
(Jutsu de Escapatória)
Quem Usa: Ninjutsu básico
Rank: E
Distância: ---
Primeira Aparição: Episódio 2 Naruto Clássico
Descrição: Um ninjutsu básico que permite que o ninja libere o Chakra para desamarrar cordas em seu corpo.

Kinobori
(Andar)
Quem Usa: Técnica Básica
Rank: E
Distância: ---
Primeira Aparição: Episódio 2 Naruto Clássico
Descrição: Concentrando Chakra na sola dos pés, o usuário pode subir em troncos de árvores, paredes, ou qualquer outra superfície sólida que desejar.

Kawarimi no Jutsu
(Jutsu de Substituição)
Quem Usa: Técnica Básica
Rank: E 
Distância: Desvio
Selos: Bode, Javali, Boi, Cachorro, Cobra
Primeira Aparição: Episódio 2 Naruto Clássico
Descrição: Quando em perigo, o Ninja realiza os selos de mão para pré - ativar a técnica, e quando é atingido, faz com que algo leve o ataque em seu lugar(geralmente um tronco), e reaparece no lugar do objeto ou pessoa que usou para a substituição.

Henge no Jutsu
(Jutsu de Transformação)
Quem Usa: Ninjutsu básico
Rank: E
Distância: ---
Selos: Bode
Primeira Aparição: Episódio 1 Naruto Clássico
Descrição: Uma técnica ninja básica em que o usuário usa seu Chakra para assumir a forma física de uma pessoa ou de um objeto. A técnica é eficiente para espionagem, porém pode ser facilmente desfeita se o utilizador for atingido.

Bunshin no Jutsu
(Jutsu de Clonagem)
Quem Usa: Técnica Ninja Básica
Rank: E
Distância: ---
Selos: Bode, Cobra, Tigre
Primeira Aparição: Episódio 1 Naruto Clássico
Descrição: É um Ninjutsu que cria cópias não reais do usuário, que servem apenas para fins distrativos. É uma técnica de Rank bastante baixo já que é muito simples de diferenciar o usuário dos clones, que não tem sombra, por exemplo (o Bunshin no Jutsu cria hologramas do usuário).

Mizu no Kinobori
(Andar na Água)
Quem Usa: Técnica ninja básica, usada por muitos Shinobis
Rank: D
Distância: ---
Primeira Aparição: Episódio 34 Naruto Clássico
Descrição: Concentrando Chakra na sola dos pés, o usuário pode fazer uma espécie de " perna de pau " de Chakra dentro da água.

Genjutsu no Kai
(Cancelamento da Técnica de Ilusão)
Quem Usa: 
Vários Shinobi
Rank: D
Selos: Tigre/Cabra
Descrição: Habilidade utilizada para cancelar genjutsus, lembrando que só funciona por completo caso a experiência do utilizador em genjutsu seja maior de que quem lhe lançou o genjutsu. Também é usado para remover selos em casos mais avançados.

Uchiha Sasuke
Admin

Mensagens : 259
Data de inscrição : 27/02/2015

Ver perfil do usuário http://sh-world.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo


default Re: [Kiri] Academia Ninja

Mensagem por Fors em 30/3/2015, 8:21 pm

Kawarimi no Jutsu:
 
O dia estava agradavelmente ridiculo, como sempre eu iria para a Academia, uma coisa chata de ser Ninja. Chegando lá, o Sensei passou para nós aprendermos 4 jutsus quaisquer, de um pergaminho que ele deixara sobre as mesas dos alunos. Peguei o meu e não vi muita coisa, localizando os 4 jutsus que eu escolhi e sai da Academia, indo para a Ponte que dava-se de encontro à um rio, na parte do Clã Uchiha.
Ao chegar lá, tirei a mochila das costas e a abri, pegando o pergaminho e abrindo-o, lendo o primeiro que escolhi, Sunshin no Jutsu, um simples Jutsu de Substituição, eu precisaria de um ninja ou alguém que soubesse lançar kunais ou shurikens, mas sendo um dos Uchihas mais inteligentes da minha idade, utilizei fios de nilon e amarrei em arvores próximas ali, lançando Kunais para cortar os fios e liberar 4 armadilhas de Kunais/Shurikens, fiz os selos e nada saiu, sendo atingido na perna esquerda, antebraço esquerdo, peito e abdômen. Me levantei e fiz novamente as armadilhas, fazendo o mesmo que dá última vez, em seguida fiz novamente os Selos, e quase saiu, mas acabei sendo atingido, agora por menos equipamentos, já que desviei de alguns. Sentei no chão e me concentrei, fazendo os selos sem a liberação de Chakra, e então eu sorri, me levantei e amarrei as armadilhas novamente, lançando shurikens contra os fios e liberando as armadilhas, me concentrei, liberei meu chakra e fiz os selos, utilizando o Ninjutsu de Substituição e trocando de lugar com um simples toco de arvore.
 
Bunshin no Jutsu:
 
O próximo Jutsu que eu treinaria, seria o...Não sei, peguei o pergaminho e procurei por algo interessante, vendo com certa precisão um de vários jutsus, Bunshin no Jutsu, um simples Ninjutsu de Clonagem, era até meio besta de treina-la, mas seria muito importante tê-la em meu repertório de Ninjutsus, pelo menos para começar com algo que eu possa utilizar para criar estratégias de combate. Me preparei, mas antes, tirei a camisa e dei um mergulho no lago, me refrescando do calor moderavelmente quente que fazia na Vila, então sai resmungando:
-Por que estou treinando essa hora do dia, e não de noite?- Sentia algo de diferente em treinar de Noite, de Madrugada, entre as 03:00 às 04:30 da manhã, para ser mais preciso, e por preferência, num clima ameno, mas já estava ali e já tinha começado o treinamento, então não iria parar até concluir os 4 jutsus.
Li a descrição do Bunshin no Jutsu e começei a pratica-lo, seria mais simples e muito menos doloroso que o Kawarimi no Jutsu, então liberei parte de meu Chakra e fiz os três selos, Cobra, Bode e Tigre, minhas mãos iam automaticamente nos selos, tinha aptidão para isso e realizava os selos com uma velocidade acima de um Estudante da Academia qualquer. Fiz tudo que estava descrito no pergaminho, mas não consegui realizar o Jutsu, então caminhei em circulos pensando, até que lembrei de meu irmão me dizendo para ser como a chuva, discreta mas barulhenta, calma mas perigosa, bela mas mortal. Então me concentrei no Jutsu novamente e fiz os selos, realizando com facilidade o Bunshin no Jutsu.
 
Kinobori:
 
Estava preparado para iniciar o penúltimo Jutsu, peguei o pergaminho e li a descrição de...Kinobori, o simples Jutsu de caminhar sobre superfícies irregulares para caminhada. Fechei o pergaminho e fui até uma arvore grande o suficiente para andar sobre ela, o Jutsu consistia de concentrar uma quantidade exata de chakra nos pés, para então iniciar o andar, se fosse uma concentração baixa, você nem andaria sobre o local, no exemplo, não escalaria nem se quissesse a árvore, se fosse uma alta concentração, você seria jogado para o chão com força. Ou seja, saber a quantidade exata para cada centímetro da arvore. Olhei para a mesma, e sorri, pensando "Essa arvore possui cerca de 4m, com uma largura de 45cm, tenho que concentrar cerca de 2,5% de Chakra, para cada 10cm de comprimento, para 3cm de largura." Após esse simples cálculo, fiz o selo de liberação de Chakra e o concentrei nas solas de meus pés, me aproximando da árvore e escalando-a até 1m e 30cm, caindo com tudo no chão, então eu olhei para o topo da árvore e pensei "Vamos ver se o que estou pensando é certo." Sorri e começei a liberação de Chakra, e em seguida escalei a árvore, conseguindo chegar até o seu topo, me sentei no mesmo e conclui a teoria "Como eu pensei, para escalar ou andar sobre algo irregular, é necessário mandar a concentração de Chakra nos pés, constante, ou seja sempre a mesma quantidade do inicio."
 
Mizu no Kinobori:
 
O Kinobori tinha sido o mais fácil e um dos mais importantes que eu tinha treinado até agora, mas ele era apenas a superfície que derivava, outros dois tipos de andar, o Mizu no Kinobori, que é andar sobre a água e o Kabenobori, que era a escalada com as mãos, por ora, treinaria o mais importante, o Mizu no Kinobori, que dentre todos ali presentes no pergaminho, era o que mais consumia Chakra, por sorte à minha, eu sabia controlar bem meu Chakra.

Me preparei, tirando os sapatos e equipamentos, tinha que ser o mais leve possível para poder caminhar sobre as águas, o lago que eu faria isso era um pouco fundo, o suficiente para cobrir-me por completo duas vezes, ou até três, então fiz o mesmo que o Kinobori, e pisei na Água, a primeiro momento, tinha conseguido, mas quando eu coloquei o outro pé "Ploft", cai com tudo na água, emergi eme pendurei na ponte, subindo na mesma e começando tudo de novo. Olhei para meus pés, e para a água, até que eu pensei "E se for diferente do Kinobori, em que eu tinha que manter a concentração de Chakra sempre a mesma, constante. Vamos ver se minha teoria está correta." Liberei uma quantidade maior que a da última vez e consegui ficar em pé, então eu começei a andar para a frente, e aumentar a concentração de Chakra nos meus pés, sorrido, consegui andar e ficar parado no fundo do lago, rindo terminei meu pensamento "Como eu pensei, na água, quanto mais fundo o local, maior terá que ser a concentração de Chakra nos pés, ou mãos, é como se o Chakra descesse at[e o fundo do lago para me equilibrar sobre a água, fazendo com que eu possa andar sobre a mesma." Rindo, sai do lago e coloquei as roupase equipamentos de volta, guardei o pergaminho e voltei para a academia.

Após ter treinado e aprendido os 4 jutsus que eu tinha escolhido, fui até o Sensei, passei os jutsus, que eram, Kawarimi no Jutsu, Bunshin no Jutsu, Kinobori e Mizu no Kinobori, para iniciar minha jornada ninja, esses 4 eram essenciais, e sendo eles os mais complexos de se aprenderem, treinei-os primeiro. O Sensei olhou-me e pediu para que eu me juntasse com os demais, assim que todos chegassem, iriamos mostrar para todos ali, principalmente para o sensei, o que tinhamos treinado.
Assim que todos chegaram, o Sensei começou a chamar, por ordem de chegada. e vi que até eu, todos ali tinham treinado pelo menos 2 jutsus iguais, o Kawarimi e o Mizu no Kinobori, alguns tinham até treinado os mesmos jutsus, talvez tenham treinado juntos, coisa de amador, sendo que treinar com alguém, seria muito mais prático e mais rápido do que treinar sozinho.
Logo chegou minha vez, fui até o centro da Sala, e ouvi o Sensei pedir-me para iniciar o teste assim que eu estivesse pronto.
PTirei a mochila das costas e o manto do corpo, alguns cortes e hematomas estavam a mostra em meu corpo, todos ali viram que meu treino não tinha sido fácil e que era meio assustador eu ter autoinfligido-me, mas não liguei para certos olhares e ouvia da boca de alguns, o nome de meu clã, dizendo que eu fazia aquilo para mostrar como os Uchihas são loucos por poder e batalhas, e novamente não liguei, pois era assim mesmo que eu me sentia, um Uchiha com sede de poder e de batalha.
Estralei o pescoço e os dedos, e logo comecei, mostrando para o Sensei, na seguinte ordem: Kawarimi no Jutsu, Bunshin no Jutsu, Kinobori e Mizu no Kinobori.
Todos ali ficaram surpresos, eu tinha treinado tanto os ninjutsus básicos que nem pareciam ser difíceis de treinar, mas afinal é assim mesmo, se não, não se chamariam Ninjutsus Básicos. 
Terminei meu teste e me sentei, vendo os demais testes e esperando a resposta do Sensei.

Fors

Mensagens : 10
Data de inscrição : 26/03/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: [Kiri] Academia Ninja

Mensagem por Valerion em 3/4/2015, 12:16 pm

Nawanuke no Jutsu
Um Jovem garoto acordava pré disposto numa manha em Kiri que formava-se com um tempo nublado misturando raios de sol com nuvens carregadas aponto de despencar rajadas de chuvas a qualquer momento. Ele rapidamente fazia o que tinha que fazer e logo com seu café da manha em suas mãos parte para a academia ninja, era um grande dia, seria o inicio de sua jornada como um ninja, sem se perder em meio aquela imensidão de vila que se cobria em certas regiões com nevoa ele corria em direção a academia. Cansado ele chegava ofegante e logo apresentava seu cartão de aluno sendo assim encaminhado para a fila para iniciar seus testes de graduação. O primeiro era bem simples bastava apenas ser amarrado por alguém e assim se desamarrar, ele seguia os princípios básicos da técnica mostrada pelo o professor e logo em seguida iniciava suas chances, suas mãos estavam amarradas firmemente isso dificultava muito,porém era aquele seu objetivo mostrar que era capaz de se livrar de situações complicadas. Ele tentava mexer os dedos de forma suave , visando deslizar eles pelos fios de aço e assim se soltar, aos poucos de tanto tentar ele acabava de se livrar.

Nawanuke no Jutsu
(Jutsu de Escapatória)
Quem Usa: Ninjutsu básico
Rank: E
Distância: ---
Primeira Aparição: Episódio 2 Naruto Clássico
Descrição: Um ninjutsu básico que permite que o ninja libere o Chakra para desamarrar cordas em seu corpo.
Kinobori
Com os punhos marcados pelo os firmes cabos de aço Sakumo era orientado pelo professor a prosseguir para a próxima técnica, o Professor passava pergaminhos a todos os alunos e pedia que eles lessem com atenção e fossem praticar, Instruindo a todos que eles teriam 30 minutos para praticarem e depois mostrarem o que aprenderam. Sakumo abria seu pergaminho e logo iniciava uma atenciosa leitura vendo cada detalhe que mostrasse ser vital para realizar a técnica. Enquanto todos os alunos saiam desesperados para praticarem na s paredes da academia ele perdia um tempo a mais lendo, após um longo período de leitura ele se levanta e caminha em direção a uma parede próximo a ele longe dos outro alunos
--Basicamente preciso correr com chacra concentrado nos pés a escalar as paredes, mas precisa ser uma fina camada que possua a quantidade e concentração certa de chacra... Um conceito era formado e ele sentia estar pronto para começar colocando tudo aquilo em pratica. Passava o tempo determinado para o treino e chegava a hora de mostrar sua habilidade ninja, esperava chegar sua vez e quando fosse chamado ele realizava com maestria subindo toda a parede e ficando apoiado no teto de cabeça para baixo.
Kinobori
(Andar)
Quem Usa: Técnica Básica
Rank: E
Distância: ---
Primeira Aparição: Episódio 2 Naruto Clássico
Descrição: Concentrando Chakra na sola dos pés, o usuário pode subir em troncos de árvores, paredes, ou qualquer outra superfície sólida que desejar.
Kawarimi no Jutsu
O dia ia se encerrando e logo o professor expulsava todos da sala --Vão embora jovens ninjas amanha vocês terão outro professor e aconselho a não se atrasarem Porém antes que os alunos saíssem da sala o mestre entregava um pergaminho com outro Jutsu -Treinem este e mostrem ao próximo sensei o que aprenderam a dominar. Sakumo ia para casa antes que pudesse a noitecer, chegando em casa encontrava seus pais adotivos que logo chamavam ele para jantar, sem reclamar ele acenava positivamente dizendo que logo iria. caminhava para seu quarto e largava suas coisas sobre a cama e antes que pudesse voltar para a cozinha ele pegava o pergaminho e dava uma olhada --Hmn...Jutsu de substituição, muito bom ele largava tudo ali e ia se alimentar com seus pais. Mais tarde o jovem com o estomago cheio ia para seu quarto treinar, e ficava ali durante horas ate cair no sono de tanto cansaço. No outro dia sua mãe vinha gritando desesperado --MENINO VOCÊ ESTA ATRASADO O garoto acordava assustado e logo caia na real --Droga! Estou atrasado...O professor vai me matar...
O garoto corria desesperado para academia, chegando lá de cabeças baixa ia para seu lugar e logo se sentava na cadeira esperando sua vez, ao chegar ele simplesmente realizava a transformação.

Kawarimi no Jutsu
(Jutsu de Substituição)
Quem Usa: Técnica Básica
Rank: E
Distância: Desvio
Selos: Bode, Javali, Boi, Cachorro, Cobra
Primeira Aparição: Episódio 2 Naruto Clássico
Descrição: Quando em perigo, o Ninja realiza os selos de mão para pré - ativar a técnica, e quando é atingido, faz com que algo leve o ataque em seu lugar(geralmente um tronco), e reaparece no lugar do objeto ou pessoa que usou para a substituição.


Henge no Jutsu
A manha chegava em Kiri e a brisa da nevoa entrava pela janela de seu quarto, sentindo aquele ar fresco e gelado que chegava aos pulmões deixando os bem gelados, nada de tão grave para um ninja que cresceu em Kirigakure. Ele tomava um belo café da manha e logo saia correndo para academia, Correndo pelos corredores estreito da vila visando cortar caminho e chegar mais cedo.Ao chegar em frente da academia Sakumo a encontrava fechada,porém ouvia vozes vindo de dentro dela. --Estranho, oque esta acontecendo? Sakumo entrava pela janela que encontrava aberta e ao passar para o outro lado o Estudante ouvia a voz do sensei --Bom dia! não se preocupe você não esta atrasado. Sakumo ficava tranquilo e logo ia para seu lugar aonde o professor apontava com o dedo indicador. O sensei explicava detalhadamente oque seria preciso para completar o exercício do dia. Logo pegava o pergaminho dando uma lida bem atenciosa e junto com os outros alunos começa o meu treino pratico --Um Jutsu que me permite transformar em outra pessoa, parece ser bem útil... Ele iniciava o processo começando pelo selo, Bodi, era necessário realizar uma canalização de chacra em volta de si para se transformar, após alguns minutos ele conseguia.

Henge no Jutsu
(Jutsu de Transformação)
Quem Usa: Ninjutsu básico
Rank: E
Distância: ---
Selos: Bode
Primeira Aparição: Episódio 1 Naruto Clássico
Descrição: Uma técnica ninja básica em que o usuário usa seu Chakra para assumir a forma física de uma pessoa ou de um objeto. A técnica é eficiente para espionagem, porém pode ser facilmente desfeita se o utilizador for atingido.
Bunshin no Jutsu
Faltavam poucos dias para se graduar na academia e Sakumo sabia de tal importância para si em passar com 100 por cento de aproveitamento.  Sakumo acordava mais uma vez em uma manhãzinha repleta de nevoa, tão densa que mal podia se vir alem de seu próprio nariz. Abrindo a janela de seu quarto como de costume, percebia que seria complicado chegar à academia com um campo de visão tão limitado, algo que para um ninja de Kiri não seria impossível.  --vish... Terei que ir com cuidado, acidente acontece nesses dias... Sakumo realizava suas obrigações higiênicas e logo sem mesmo tomar café partia para sua aula do dia. Se aproximando da academia percebia que todos estavam do lado de fora com as cadeiras e tudo mais, logo o sensei já dava explicações --Hoje teremos aulas aqui, estão dedetizando nossas salas, peguem seus pergaminhos e podem começar. Dada a ordem pelo professor Sakumo pegava um dos pergaminhos e já de cara notava que o jutsu era de clonagem só pela descrição do nome, Abria o mesmo e iniciava uma breve leitura como de costume, após isso ele rapidamente começava os testes práticos chegando a um determinado momento que formava o Jutsu com certa maestria.

Bunshin no Jutsu
(Jutsu de Clonagem)
Quem Usa: Técnica Ninja Básica
Rank: E
Distância: ---
Selos: Bode, Cobra, Tigre
Primeira Aparição: Episódio 1 Naruto Clássico
Descrição: É um Ninjutsu que cria cópias não reais do usuário, que servem apenas para fins distrativos. É uma técnica de Rank bastante baixo já que é muito simples de diferenciar o usuário dos clones, que não tem sombra, por exemplo (o Bunshin no Jutsu cria hologramas do usuário).

Mizu No Kinobori
Kirigakure amanhecia em um pé de água monstruoso, pancadas de chuva por todos os lugares da região, Sakumo apanhava seu sobre tudo e colocava como manto para se proteger, ia até a porta de sua casa e ao abri-la notava aquela imensidão de terra barrosa pelas ruas, ele colocava o capuz na cabeça e assim partia para escola. No meio do caminho Sakumo estava com sua capa toda molhada e o rosto e as pontas de seus cabelos ficavam molhadas, com tanta chuva era difícil ver alguma coisa mais dava pra notar que a vila estava bem avariada, telhas saiam de seus lugares caindo no chão com se fosse granizo, toldos de armazéns sendo perfurados janelas fazendo tanto barulho que parecia que era pedaços de cimento que caia do céu, o ninja continuava caminhando calmamente quando a duas esquinas da academia se deparava com uma enchente que cobria toda a rua central de Kiri, passar por ali com certeza não daria –Terei que dar meia volta! O senju iniciava sua caminhada por outra rota quando ouve uma voz no meio daquela tempestade –Aonde pensa que vai? Não quero tiver chegar atrasado. Sakumo se virava e notava que era seu professor. –tente usar isso garoto. O sensei lhe entregava um pergaminho.  Com rastros de água escorrendo pelo rosto Sakumo tentava abrir o pergaminho no meio daquela chuva, um pergaminho que mostrava ser muito resistente a chuva, perdia certo tempinho lendo aquele pedaço de papel e assim notava que era um jutsu que permitia andar sobre a água, muito parecido com o de escalar parede, só que desta vez ao invés de realizar uma camada de chacra na sola dos pés precisava criar uma espécie de canudo de bambu em forma de chacra Sakumo tenta realizar e aos pouco vai tentando atravessar a enchente no inicio seus pés iam sem firmeza mais aos pouco ele ia moldando seu chacra de forma a ficar estável, com o tempo ele ia se aproximando da academia e quando menos notava já estava andando perfeitamente sobre a água.

Mizu no Kinobori
(Andar na Água)
Quem Usa: Técnica ninja básica, usada por muitos Shinobis
Rank: D
Distância: ---
Primeira Aparição: Episódio 34 Naruto Clássico
Descrição: Concentrando Chakra na sola dos pés, o usuário pode fazer uma espécie de " perna de pau " de Chakra dentro da água.

Genjutsu No kai
Finalmente chegava o grande dia, ultimo dia na academia ninja, e seria hoje o momento do garoto se transformar num grande ninja, seria a partir deste ultimo teste que sua vida como ninja iniciaria. Sakumo acordava bem mais cedo do que de costume e começava a fazer todos os seus a fazeres matinal, ia ao banheiro realizar sua Higiene pessoal, tomar café, um que seja bem reforçado e então se preparava para partir. Sua caminhada se tornaria a mais rápida de todas pela vontade de chegar logo, porém a mais longa ao mesmo tempo quando chegasse lá. Ao avistar a academia notava uma grande fila e agitação constante dos alunos, o dia estava prometendo e o senju estava muito feliz, ao se aproximar entrava na fila e ia se ajeitando aonde podia. O Professor dava um breve discurso sobre como seria o teste e como seria a partir de hoje -... Mais fiquem tranqüilos alguns vão passar outros podem até não passar mais o ciclo de vida como um ninja de Kirigakure não acabara hoje para os reprovados, então não desistam... Após o longo discurso do sensei Sakumo era instruído a realizar um ultimo Jutsu, o Professor também dizia que por ser um teste de graduação os alunos só teriam uma única chance. –Vocês terão apenas 5 minutos para lerem e aprender, depois terá mais uma chance para fazer o Jutsu de uma só vez. O Jutsu era o Kai, uma técnica de liberação, que servia para genjutsu e outras situações. Sakumo esperava sua vez e quando chegava ele atentamente decorava a descrição do jutsu e depois de se sentir apto para realizar se focava na parte prática como não tinha tempo de execução ele esperava até seu chacra estar calmo, fluindo pelo corpo todo assim ele tentava com seu chacra interromper a continuidade do mesmo e assim realizar o jutsu. –Parabéns menino, alias parabéns a todos.


Genjutsu no Kai
(Cancelamento da Técnica de Ilusão)
Quem Usa:
Vários Shinobi
Rank: D
Selos: Tigre/Cabra
Descrição: Habilidade utilizada para cancelar genjutsus, lembrando que só funciona por completo caso a experiência do utilizador em genjutsu seja maior de que quem lhe lançou o genjutsu. Também é usado para remover selos em casos mais avançados.

Valerion

Mensagens : 3
Data de inscrição : 02/04/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: [Kiri] Academia Ninja

Mensagem por King' em 3/4/2015, 6:21 pm

 1.Nawanuke no Jutsu
 Eu sou um garoto normal sem ambições nesse mundo, para mim o significado de vida é apenas estar de passagem nesse mundo. Mas como a vida tem de ser "vivida" o mais próximo de uma vida agitada seria a vida de um ninja. Foi isso que resolvi fazer, seguir esse caminho. Os primeiros passos são chatos, monótono, ser estudante não é nada legal quando a única coisa que você faz é teoria aqui, teoria ali e blá blá blá, pelo menos os anos de academia estavam a acabando e nessas últimas aulas aprenderíamos algumas técnicas. A primeira era muito simples meus caros padawans, consiste basicamente em usar o chakra para romper cordas quando estiver [url=#]numa[/url] situação não muito boa...para você, claro.
 Pedi para que alguns amigos me amarrassem, no chão eu sentia que não conseguia mover sequer um centímetro de braços nem da perna, não faria sentido se eu pudesse. Continuando, fiz com que meu fluxo de chakra corresse exatamente onde minhas mãos e pernas se juntavam, e tudo certo. As cordas se romperam e novamente eu estava de pé, mas isso parecia ser apenas o começo de uma maratona de jutsus, provavelmente compensando o ano todo percorrido apenas por teorias e teorias...

King'

Mensagens : 2
Data de inscrição : 28/02/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: [Kiri] Academia Ninja

Mensagem por Lady Donatella em 10/4/2015, 6:52 pm



Donatella.


O caminho até a academia foi rápido, a medida que me aproximava do prédio a névoa ficava um pouco mais espessa. Quase sempre havia névoa em Kiri, por isso o nome da vila, quando eu era criança costumava cair facilmente e tropeçar em outras pessoas nas áreas em que a névoa era mais espessa, depois de iniciar meu treinamento ninja havia melhorado, afinal seria ridículo uma Kunoichi de Kiri cair por causa da névoa, mas em alguns lugares como a academia ainda tinha que tomar extremo cuidado para não dar um passo errado. Algo que havia aprimorado graças a névoa havia sido os outros sentidos, principalmente a audição, graças a pouca visibilidade eu tinha que contar com eles para me localizar e futuramente não ser morta em batalha. Apesar de Kiri ser uma vila um pouco mais rígida ainda tinha poucas crianças entusiasmadas demais que faziam barulho querendo aprender jutsus legais ou algo parecido e aspirantes a kunoichis que queriam impressionar alguém. Tolos, um ninja deveria ser silencioso e uma kunoichi deveria ser sedutora e letal. Eu não era tola a pensar que nunca mataria ninguém ou não teria que seduzir alguém, Kunoichis eram dadas várias vezes para longas missões de infiltração, sedução e eliminação e eu sabia que se fosse me tornar uma Kunoichi sempre haveria a possibilidade de tal missão.

Fui em direção das vozes que escutei e logo encontrei a porta do prédio, adentrando-o logo em seguida. Andei em passos largos e firmes em direção a sala onde as aulas eram dadas. Passei um tempo no local e me fora dito que tinhamos que aprender algumas técnicas para nos tornarmos Gennins, eu sabia disso e havia vindo preparada para treinar. O instrutor demostrou cada uma das técnicas e disse que poderiamos treinar a maioria na sala que estava sem cadeiras exceto o Mizu no Kinobori que deveria ser realizado no lago aos arredores da academia. Decidi então começar a treinar primeiramente as técnicas de controle de chakra que haviam sido demostradas. A primeira era o Kabenobori, uma técnica básica de controle de chakra, eu havia entendido basicamente como funcionava, deveriamos concentrar nosso chakra em nossas mãos e buscar um equilibrio entre não tanto chakra e nem muito pouco, era o primeiro passo para o Kinobori já que era bem mais fácil concentrar o chakra nas mãos do que nos pés. Andei para perto de uma parede da sala e fechei os olhos sentindo tanto a energia física quanto a espiritual se unirem dentro de mim para formar o chakra. Canalizei o chakra em minhas mãos e encostei ambas na parede buscando o mais próximo de um equilibrio possível.

Era difícil manter um controle e manter a mesma energia constante canalizada em minhas mãos, senti que minhas mãos estavam bem firmes e me apoei na parede com a ajuda de meus pés subindo cada vez mais minhas mãos até sair do chão e ficar apoiada apenas pelo chakra canalizado em minhas mãos. Era uma situação um pouco estranha e quando me distrai por um instante deixei de canalizar a quantidade correta de chakra e cai no chão. Sabia que ia ser meio complicado no início, mas isso não ajudava com a decepção que senti. Um suspiro saiu por entre meus lábios antes de me levantar e tentar repetir o exercício mais uma vez. Nesse momento fiquei um pouco mais com as mãos fixadas na parede, porém em um momento coloquei um pouco mais de chakra em uma mão do que deveria e fui repelida para o chão. - Então é isso que acontece ao utilizar muito chakra. - Murmurei em tom baixo observando a pequena marca na parede, o instrutor não parecia estar com raiva, provavelmente aquilo acontecia muito. Tentei mais algumas vezes e podia ver algum progesso com cada erro. Foi em minha décima primeira tentativa que finalmente consegui, fiquei por mais de 10 minutos com as mãos fixadas a parede graças ao meu chakra, para mim no momento aquilo era bom o suficiente, depois poderia treinar mais com a técnica.

Passei algum tempo contemplando qual seria a próxima técnica que tentaria aprender e recuperando um pouco de meu chakra. - Talvez agora eu deva tentar o Kinobori. - Falei em tom baixo me decidindo por fazer mais um exercício de chakra. Encarei a parede novamente, sabia que aquilo seria um pouco mais difícil que o exercício anterior, concentrar chakra nos meus pés era o mais difícil e mante-lo constante e igual seria ainda mais complicado, porém eu não tinha reservas tão altas e esperava que o exercício anterior tenha me ajudado com controle de Chakra. Fechei os olhos e demorei um pouco, porém consegui canalizar o chakra até o solado de meus pés, toquei com o pé direito na parede dando um pequeno teste antes de tocar com ambos os pés na parede. Me concentrei o máximo possível em não cair e dei um pequeno passo para frente, ao ter sucesso comecei a caminhar com passos incertos pelas paredes da sala até errar na quantidade e cair.

Encarei a parede um pouco irritada, mas tentei não transparecer isso, um minuto não era tão ruim para o começo. Me levantei com os olhos fechados e tentei novamente a técnica, o tempo que eu ficava na parede ficava maior a cada tentativa e meus passos não eram mais inseguros, apenas um pequeno erro me causava a queda. Apenas quando consegui passar um tempo considerável presa na parede pelos pés e aquilo se tornou um ato inconsciente que conseguia realizar enquanto tentava alguns socos e murros no ar que considerei o exercício concluído. A medida que minhas reservas crescessem provavelmente o faria novamente, mas agora não faria nenhum bem. Decidi que deveria aprender um Jutsu em seguida, o controle que havia conseguido havia me ajudar e decidi por um simples Jutsu que ajudava basicamente a se livrar de cordas. Pedi a ajuda do instrutor para ele me amarrar e tentei entender a mecânica da técnica, depois de um tempo pensando cheguei a conclusão que era um Jutsu sem selos de mãos que consistia em basicamente canalizar o chakra nos braços, mãos e na corda para a energia ajudar a desamarrar. Tentei a técnica três vezes e graças a sua facilidade foi fácil de aprender. A execução foi perfeita na quarta vez e pedi para o instrutor me amarrar mais duas vezes para ter certeza de que havia dominado o Jutsu de baixo rank.

Iria tentar aprender mais um Jutsu antes de parar, o Henge no Jutsu era uma técnica básica, usada para fins de infiltração e que todo shinobi deveria aprender. Era considerada uma das técnicas básicas mais difíceis, mas eu sempre quis aprende-la e estava um pouco animada para isso. Perguntei novamente ao Instrutor sobre os selos de mão e a mecânica da técnica.

Basicamente eu tinha que ter em mente a forma do que eu gostaria de me transformar e no momento do Jutsu moldar o meu chakra em um tipo de imagem da pessoa. Ao que parece o Henge era difícil pela sua constante emissão de chakra para manter a transformação. Respirei fundo e posicionei minhas mãos formando o selo bode, moldar meu chakra foi um pouco mais difícil, eu sabia que aquele Jutsu era fácil para os shinobis mais velhos, mas no momento atual senti um pouco de dificuldade. - Henge no Jutsu! - Exclamei em um tom frio diante de um espelho e depois de uma nuvem de fumaça o meu reflexo mostrava outra pessoa. Havia tentado me transformar no instrutor porém o cabelo havia saido em uma cor diferente, o nariz havia saido meio grande demais e ainda tinha seios pequenos, além da altura ser menor do que deveria.

Passei um bom tempo tentando mais algumas vezes o Henge no Jutsu e isso me incomodava, não conseguia realizar a técnica por mais que tentasse e isso me incomodava de um jeito que não havia sentido antes. Estava ficando irritada quando percebi que isso não faria nenhum bem então decidi sentar por um instante para uma pausa e observar o instrutor. Nesse momento percebi o quanto observar era importante para um shinobi, passei 10 minutos ali apenas observando os detalhes de seu corpo e seus trejeitos antes de retornar para a frente do espelho. Com um leve murmuro do jutsu e uma nuvem de fumaça estava ali uma cópia perfeita do instrutor, até mesmo a expressão corporal era a mesma, eu finalmente havia conseguido realizar a técnica. Tentei mais quatro vezes e todas foram bem sucedidas, até que senti um pouco de cansaço e decidi que era a hora de um lanche para recuperar as energias.

Depois de um breve lanche e descansar bastante eu me sentia pronta para voltar ao treinamento. Sabia qual jutsu eu queria aprender nesse momento, o Kawarimi no Jutsu. Ele era um dos jutsus básicos mais práticos que existiam e realmente um Jutsu que salvaria a minha vida. Fui perguntar ao instrutor qual eram os selos e eram cinco começava com bode, javali, boi, cachorro e cobra. Comecei a tentar a sequencia de selos lentamente aumentando a velocidade gradualmente. Sabia que o quanto mais rápido eu fizesse aquela sequencia de selos melhor seria para mim. O kawarimi consistia basicamente de uma substituição com um objeto, era bastante útil porque depois de prática constante poderia ser utilizada com um ou nenhum selo. O Kawarimi poderia ser preparado também, você poderia preparar todos os processos da técnica e deixar a substituição apenas quando estivesse em perigo, por isso tantos shinobis mais velhos também a utilizavam.

Tirei a garrafa com água que sempre levava comigo e deixei a um metro de distância, ela seria o item com que iria me substituir. Fiz os selos em uma velocidade razoável e foquei no objeto, assim como o professor havia dito lancei o chakra necessário para a técnica de uma vez e logo me encontrei no local onde estava a garrafa anteriomente. Cambaleei um pouco sentindo uma leve tontura e fique parada por um instante, sabia que aquilo provavelmente aconteceria por não ser acostumada, mas fiquei feliz por conseguir a técnica de primeira. Fiz novamente os selos e realizei a substituição mais algumas vezes conseguindo então me acostumar e não ficar mais tonta. Peguei a garrafa e guardei no mesmo local de sempre, era hora de outra técnica.

O próximo jutsu que decidi aprender era o Bunshin no Jutsu, era o básico de cada técnica de clone e estava ansiosa para aprender. Eu não considerava a técnica tão útil quanto o Kawarimi por ser simplesmente uma ilusão, mas nunca se sabia quando iria precisar dela. De acordo com o instrutor aquela técnica usava bem pouco chakra então fiquei feliz por ter treinado meu controle primeiramente e era bastante fácil de perceber pela maioria das pessoas. Os selos eram bode, cobra e tigre. Novamente passei um tempo para me acostumar com tal sequencia e quando me senti pronta realizei deixando o meu chakra fluir. - Bunshin no Jutsu. - Disse o mais baixo possível, afinal eu não queria ser uma Kunoichi que avisava para o mundo inteiro a técnica. Fiz como instruida e tentei deparar uma pequena parte do meu chakra. Ao terminar eu tinha conseguido um bunshin corretamente, olhando apenas um pouco pálida, mas a outra clone estava jogada no chão parecendo meio doentia. Tentei a técnica mais algumas vezes ajeitando o fluxo de meu chakra quando necessário e depois de um bom tempo finalmente consegui resolver tal problema realizando a técnica quase com perfeição. Talvez em algum momento treinaria mais para não utilizar mais selos e levar a técnica a real perfeição. O Karakuremino praticamente não utilizava chakra, era uma técnica básica que pegavamos um pano e nos disfarçavamos utilizando o ambiente, poderia ser útil se bem utilizada, mas em Kiri com toda a névoa eu não acreditava que faria muita diferença. Próximo a parede haviam panos que combinavam perfeitamente com a parede, o instrutor diria se fizessemos corretamente. Era bem simples, pressionar o corpo contra a parede, levantar o pano e usar o chakra para disfarçar arestas e qualquer erro pequeno. Realizei todos os passos com perfeição e logo tinha uma técnica de rank E em meu arsenal.

Decidi praticar em seguida como sair de um Genjutsu, o instrutor havia formado uma pequena fila e ele aplicava um genjutsu para o estudante sair. Ele explicou como deveriamos sair de uma ilusão, o jeito mais fácil era o Genjutsu no Kai e seria esse que aprenderiamos hoje. Acenei lhe dando a permissão para aplicar o genjutsu e em segundos estava feito. Não senti nada de diferente primeiramente, mas logo o piso da academia começou a cair, foi ai que entendi porque genjutsu era uma área tão perigosa, a sensação de pânico foi difícil de ignorar e fechei os olhos sentindo o chakra fluir pelo o meu corpo, eu só tinha que interromper esse fluxo. Me concentrei exclusivamente em primeiramente interromper o fluxo e logo em seguida soltei o fluxo fortemente para quebrar o fluxo do chakra do instrutor que estava dentro de mim. Quando abri meus olhos estava de volta a sala e não consegui conter o pequeno sorriso que apareceu em meus lábios.

Sai do prédio da academia, era a hora de praticar o Mizu no Kinobori, era uma técnica de chakra um pouco mais avançada e decidi ir até o lago ao redor da academia para praticar. Percebi alguns estudantes ali praticando também, mas não me importei. Sabia que naquele momento eu tinha a possibilidade de acabar molhada então tirei o casaco, a sandália ninja e os acessórios que eu possuia ficando apenas de camisa e short. Primeiramente pensei que seria parecido com o Kinobori então simplesmente canalizei chakra no solado de meus pés e tentei pisar na água, fiquei confiante por um instante antes de cair na água gelada. Fiquei completamente encharcada e sai rapidamente do lago. - Então o fluxo é diferente... - Murmurei um pouco surpresa, ao contrário da parede que era algo sólido, o estado da água era líquido e não era feito para ter um peso em cima sem afundar, mesmo canalizando chakra corretamente no solado dos pés tinha algo que não havia pensado, o fluxo da água sempre estava mudando e eu teria que mudar de acordo com ele.

Suspirei e tentei não tremer com o frio, logo me secaria, pelo menos isso havia me mostrado que não deveria comemorar antes do tempo. Hesitantemente pisei novamente na água e como antes consegui ficar em pé, mas logo senti o fluxo de água mudando e tentei mudar a quantidade de chakra utilizado com ele, mas cai ao mudar errado. Fiquei tentando mais algumas vezes tentando me adaptar e logo depois de um tempo já conseguia andar e ficar em pé na água estavelmente, mas não estava satisfeita, decidi praticar o taijutsu que era necessário para passar na academia enquanto estava em cima da água, isso iria me ajudar com duas técnicas ao mesmo tempo. O Dinamic Entry consistia basicamente de um pulo dando uma voadora forte, era bastante simples, porém pular e chutar ao mesmo tempo dificultava aquilo e ainda tinha o fato que eu deveria pousar na água sem afundar, isso seria ainda mais difícil. Primeiramente me concentrei em correr e pular em cima da água, isso me ajudaria na hora de praticar o taijutsu e depois de alguns minutos já conseguia fazer isso bem o suficientemente. Minha primeira tentativa foi falha, não consegui levantar a perna no tempo necessário e cai sobre a superfície da água antes de conseguir então decidi tentar realizar alguns chutes primeiramente. Fiquei apenas realizando chutes antes de correr para então pular e realizar o taijutsu. Foi realizado bem, apenas alguns erros então decidi continuar o praticando por algum tempo.

Já estava satisfeita com o Mizu no Kinobori e o Dinamic Entry então decidi terminar de me secar, o que era difícil com a umidade na névoa, mas depois de um tempo consegui. Depois de vestir novamente minhas roupas entrei na academia e fui para a sala onde praticava. Era a hora de um dos jutsus mais difíceis daquela graduação, o Shunshin no Jutsu, tentei praticar a maioria das outras habilidades antes para tentar obter uma vantagem no momento que fosse aprender a técnica. Na mecânica ela era parecida com o Kawarimi, mas ao contrário dele não havia uma substituição, era simplesmente uma técnica em que o usúario se movimentava em uma extrema velocidade com a ajuda do chakra. Parecia mais fácil observar do que realizar, mas eu tinha que aprender a técnica. Formei o selo do carneiro com as mãos para me ajudar a concentrar o chakra, canalizei o chakra em todo o meu corpo e focalizei meus olhos para onde queria ir, era perto da parede. Soltei todo o chakra canalizado em uma única explosão e quando percebi estava me movimentando em uma velocidade absurda ao local que havia desejado, infelizmente havia contado a quantidade de chakra errada e colocado um pouco mais do que deveria batendo assim com o rosto na parede. Suspirei e massageei o meu nariz que estava dolorido, erros eram normais, mas não significava que eu gostava. Formei mais algumas vezes o selo de carneiro e treinei um pouco o Shunshin até conseguir utilizar a técnica de uma forma efetiva.

Estava perto do final, só precisava aprender mais uma técnica, porém essa era a mais difícil, descansei por quase uma hora antes de tentar aprender essa técnica, ela era perigosa afinal gastava uma grande quantidade de chakra, mas eu sabia que seria uma das minhas técnicas mais úteis. O selo para a técnica era diferente e era apenas um, depois do instrutor me ensinar comecei a treinar tal técnica. O Kage Bunshin no Jutsu era uma técnica diferente porque utilizava bastante chakra e chegava a ser perigosa por esse motivo, eu deveria dividir meu chakra uniformemente entre os Bunshins, sabia que não deveria tentar fazer muitos por isso primeiramente tentei fazer apenas um. Sentir meu chakra se dividir foi uma sensação estranha e olhar para uma cópia de mim que poderia falar era ainda mais. Me sentia um pouco cansada então dissipei o clone e suspirei de alívio ao sentir meu chakra retornar. Fiquei mais uma hora tentando fazer mais clones e ao final disso eu conseguia fazer mais três, o que era um número bastante satisfatório. Estava cansada então decidi ir para casa esperar dar o dia em que deveria vir saber qual seria o meu time.



Lady Donatella

Mensagens : 126
Data de inscrição : 28/02/2015
Idade : 19
Localização : Kirigakure

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: [Kiri] Academia Ninja

Mensagem por Hummingbird em 10/4/2015, 7:17 pm



Nawanuke no Jutsu - E

Cheguei na academia fazia pouco tempo. Claro que me deparei com um monte de outros estudantes chechelentos. Eles andavam pra lá e pra cá, perdidos, arg! Aquilo me fervia o sangue! Ainda assim, não havia motivos pra me preocupar muito com isso. Afinal, eu estava ali por um único motivo; me tornar um ninja.

Claro que havia um motivo por traz deste. Eu tinha em mente uma convicção pessoal. Tornar-me ninja era ganhar poder, e ganhar poder era ter a capacidade de mudar o mundo. Ou melhor, o meu mundo né? Porque sinceramente, quando parava pra pensar nesses gennins perdidos, não havia muito o que debater.

De toda forma, não demorei a encontrar um salão onde os estudantes estava treinando a primeira das técnicas ensinadas ali na academia. Era conhecida por Nawanuke no Jutsu, rendendo a capacidade de escapar de armadilhas básicas. Pois bem, porque não? Deixei meu cachecol de pelos sedosos pendurado próximo à porta, retirei meu casaquinho, coloquei minhas luvas e por fim me dirigi até o local do treino. Um ajudante me amarrou as mãos na cintura, bem forte, senti a pegada sabe?

Fui jogado ao chão.

Fiquei ali por mais de uma hora. Isso é claro porque eu não tinha lá muita habilidade nisso. Sem contar que minha mente estava focada na pegada daquele ajudante. Aliás, porque não tentar impressioná-lo? Já chega de brincadeiras, agora era hora de assumir uma postura séria. Uma tentativa, outra, e assim sucessivamente até que pegasse o jeito da coisa e por fim conseguisse desvencilhar os laços daquela corda e então liberar minhas mãos daquela prisão. Um sorriso debochado brotou no meu rosto assim que completei o teste. Meu alvo? Aquele ajudante braçudo. Meu olhar não o perdeu de vista por um minuto sequer...



Kinobori - E

Seguindo na linha de treinamentos, os ninjas agora se voltavam pra um novo exercício; Caminhar em superfícies ingrimes. Eles chamavam aquilo de Kinobori. A princípio fiquei um pouco perdida, isso é claro até lembrar dos conceitos de chakra que aprendi na academia durante os estudos iniciais.

Segundo o que me foi dito eu só precisava usar esses conceitos, fluir o chakra pela sola dos meus pés e então seria capaz de caminhar sob as tais superfícies tal como árvores, paredes, blá blá blá. Quando aquele ajudante ia vir me ajudar mesmo? Já estava sentindo saudades.

De qualquer forma, logo os estudantes saíram feito um bando de trombadinhas, esbarrando um no outro, se amontoando numa parede, todos esfomeados pra aprender aquela técnica. Me senti no meio de selvagens. Alô? Proteção de animais silvestres? Anyway. Assim que voltei minha atenção pra situação, notei que eu estava ficando pra traz. Quem diria, os selvagens estavam mesmo conseguindo alguma coisa. Sendo assim resolvi tentar, o que por sinal, rendeu-me bons tombos de primeira tentativa. Eu estava longe de entender o funcionamento do tal chakra assim de cara, e foi preciso muito esforço da minha parte pra começar a fluir o chakra como era necessário. Isso também me rendeu bons resultados afinal eu iria precisar desse conhecimento mais dia ou menos dia. Terminei o treinamento quando finalmente consegui escalar aquela pequena parede do salão, chegando ao seu topo. Desci em passos lentos até voltar pro chão firme. Lá, o nosso instrutor parabenizou a todos e então seguimos para o próximo exercício...



Kawarimi no Jutsu - E

O jutsu agora era uma espécie de substituição rápida. Envolvia um pouco de estratégia, ilusão de ótica e outras tramoias mais profundas que eu não pude entender de cara. Quando menos esperei um dos trombadinhas logo usou a técnica e desapareceu deixando em seu lugar um pedaço de tronco.

To perplexa!

Aquele neaderthal conseguiu mesmo? Não conseguia acreditar. O mais rápido que pude comecei a praticar, gastando uma quantia de chakra absurda que por sinal estava me deixando exausto. Tentei, tentei, não obtive sucesso. Estava faltando algo, não soube explicar. Pedi ajuda pro tal instrutor que por sua vez também mostrou ter certa beleza. Ele me explicou - com um sorriso lindo - como funcionava o jutsu e só então a partir disso que eu fui capaz de reproduzir a técnica por mim mesmo.

De um momento súbito, executei a técnica deixando em meu lugar um pedaço de galho de árvore que havia disponível no próprio salão. Sorri, debochado. Afinal, o lugar onde eu estava agora era privilegiado onde eu podia olhar os instrutores todos bombadinhos, visualmente atrativos...



Henge no Jutsu - E

Terminado aquela técnica de substituição, fomos introduzidos no conhecimento de uma nova técnica também muito útil. Esta visava a transformação da aparência em vista de enganar outros ninjas. Chamavam-na de Henge no Jutsu. Achei o nome engraçado mas tinha lá o seu funcionamento. Notei que o instrutor rapidamente transformou-se em um dos trombadinhas do grupo em que estávamos. Fiquei chocada!

De um momento pro outro, transformou-se de volta. Os trombadinhas ficaram todos animados e um deles até veio debochar comigo mas eu logo cortei. Não queria esse tipo de intimidade! Eu heim!

Voltamos ao foco de treinamento. Pelo que soube, o segredo estava em usar o chakra pra causar esse efeito de aparente transformação. Seguindo esses conceitos, rapidamente entrei no espírito da coisa e consegui usar o tal Henge no Jutsu pra me transformar naquele instrutor gostoso do outro time. Era loiro e com um peitoral que era tudo de bom! Transformado nele eu me fiz né? Deslizava minhas mãos pelo meu peitoral, iludindo a mim mesmo. É claro que a situação ficou estranha perante os demais trombadinhas e ao meu instrutor, portanto, logo precisei desfazer-me. Ao menos a técnica estava treinada, eu heim.



Bunshin no Jutsu - E

Já estava ficando irritada com aquela melação toda dos trombadinhas do meu grupo. Estavam todos alegrinhos porque aprenderam uma técnica, eu heim! Ainda bem que o Instrutor logo deu sequência no treino depois de um breve descanso. Meu chakra já estava melhorzinho e eu já conseguia me concentrar um pouco mais. Ou seja; hora perfeita pro treino.

A técnica que nos foi introduzida agora era o tal Bunshin no Jutsu. Habilidade de produzir clones ilusórios os quais seriam usados como distração pra uma coisa maior. Logo minha mente maliciosa viajou em devaneios né? Prefiro não comentar.

Os trombadinhas ficaram todos perdidos, perplexos. Não entendiam ao certo como fazer aquilo e admito que pela primeira vez eu concordei com eles. Estava na mesma. O instrutor deu uma demonstração e eu fiquei perplexa. Surgiram vários dele, ao lado dele, todos lindos e gostosos... fiquei sem chão. Precisava daquela técnica, sem via de dúvidas. Me coloquei a fazer certo esforço seguindo os conceitos que o tal instrutor nos deu e...depois de algumas tentativas...consegui. Efetuei a técnica e dois clones ilusórios foram criados a partir de mim. Os trombadinhas se chocaram, ficaram admirados e por fim conseguiram fazer igual. Clones!



Mizu no Kinobori - D

Aproveitei o tempo que os trombadinhas levaram pra dominar o Bunshin no Jutsu e resolvi descansar um pouco. Flertei com outros instrutores é claro, tomei uma água, observei outros gennins treinando, enfim. Tudo que podia ser feito eu fiz. E quando voltei, o nosso instrutor já estava preparando o grupo pra uma outra técnica. Nem me esperaram! Que ultrajante.

A técnica agora era chamada de Mizu no Kinobori. Seguindo os conceitos básicos do Kinobori, dava também a capacidade de andar sob a água. Me senti onipotente né? Preciso nem dizer.

Um lago era o nosso auxílio nesse tipo de treinamento e logo os trombadinhas começaram a entrar nele como se fosse o piscinão de ramos. Quase vomitei. Enfim... Eu precisava fazer esse esforço. Com muita delicadeza, me esforcei pra não cair. Eu estava num dilema; se eu perdesse e não dominasse a técnica, caíria na água e ficaria todo sujo com as bactérias e germes daquele bando de trombadinhas na água. Definitivamente não era uma opção a ser cogitada. Sendo assim me preparei o suficiente antes de entrar na água efetivamente.

Quando entrei, um primeiro passo foi o bastante. Pude sentir meu fluxo de chakra, estabiliza-lo, tudo como mandava o figurino. Quando senti firmeza, e somente nisso, comecei a caminhar. Me senti tão superior, no topo do mundo. Os trombadinhas se matando na água e eu ali em cima, no topo. Achei tendência.



Genjutsu no Kai - D

Por fim, quando acabou aquele treino, voltamos todos pro centro do salão. Lá, um segundo instrutor avisou que seria nosso guia nesse jutsu. Achei babado até porque ele era ruivo e alto, pisquei. Enfim. Voltei ao foco da situação e notei que ele falava a respeito de uma técnica que podia ser usada pra cancelar outro tipo de técnica. Não entendi ao certo, o que eu sabia é que todos eram Genjutsus, técnicas ilusórias...blá blá blá, iludida estava eu naquele peitoral. Socorro!

Os trombadinhas começaram a desmaiar do nada, um por um. Estavam na verdade caindo sob efeito de sonolência, fiquei pretérita! Assim tão de repente? Cadê o respeito? Foi então que o tal instrutor chamou meu nome. Tremi na base. Voz grossa ele tinha, enfim. Já estava no medo de não ser capaz de cancelar a técnica dele e então desfalecer ali, perdida, iludida, na frente de todos...

Definitivamente isso não podia acontecer. Concentrei-me e ouvi suas palavras. Ele dizia a respeito do selo de mão necessário e também da concentração que eu precisava. Assim o fiz, bem como ele coordenou. Foi então que de um súbito, ele usou um Genjutsu onde penas brancas começaram a surgir do a quem e do além, fiquei chocada. Fechei meus olhos numa tentativa desesperada de fugir daquilo enquanto executava o tal selo de mão;

Senti uma formigação estranha passar por todo meu corpo e quando abri os olhos, não havia mais nada. O instrutor sorriu e disse que eu havia passado. Sinceramente? Preferia que ele me dissesse outras coisas, de preferência sussurrando no meu ouvido, mas enfim. Agradeci por tudo e me dirigi até a saída do salão.




Peguei minhas coisas fui até um dos instrutores e ali fiquei sabendo que meu treinamento estava concluído. Agora bastava esperar pra saber se fui aprovado ou não. Claro que aproveitei pra bater um papo com o tal instrutor, trocar experiências sabe? Aquela história...

Jutsus Treinados:

Nawanuke no Jutsu
(Jutsu de Escapatória)
Quem Usa: Ninjutsu básico
Rank: E
Distância: ---
Primeira Aparição: Episódio 2 Naruto Clássico
Descrição: Um ninjutsu básico que permite que o ninja libere o Chakra para desamarrar cordas em seu corpo.


Kinobori
(Andar)
Quem Usa: Técnica Básica
Rank: E
Distância: ---
Primeira Aparição: Episódio 2 Naruto Clássico
Descrição: Concentrando Chakra na sola dos pés, o usuário pode subir em troncos de árvores, paredes, ou qualquer outra superfície sólida que desejar.


Kawarimi no Jutsu
(Jutsu de Substituição)
Quem Usa: Técnica Básica
Rank: E
Distância: Desvio
Selos: Bode, Javali, Boi, Cachorro, Cobra
Primeira Aparição: Episódio 2 Naruto Clássico
Descrição: Quando em perigo, o Ninja realiza os selos de mão para pré - ativar a técnica, e quando é atingido, faz com que algo leve o ataque em seu lugar(geralmente um tronco), e reaparece no lugar do objeto ou pessoa que usou para a substituição.


Henge no Jutsu
(Jutsu de Transformação)
Quem Usa: Ninjutsu básico
Rank: E
Distância: ---
Selos: Bode
Primeira Aparição: Episódio 1 Naruto Clássico
Descrição: Uma técnica ninja básica em que o usuário usa seu Chakra para assumir a forma física de uma pessoa ou de um objeto. A técnica é eficiente para espionagem, porém pode ser facilmente desfeita se o utilizador for atingido.


Bunshin no Jutsu
(Jutsu de Clonagem)
Quem Usa: Técnica Ninja Básica
Rank: E
Distância: ---
Selos: Bode, Cobra, Tigre
Primeira Aparição: Episódio 1 Naruto Clássico
Descrição: É um Ninjutsu que cria cópias não reais do usuário, que servem apenas para fins distrativos. É uma técnica de Rank bastante baixo já que é muito simples de diferenciar o usuário dos clones, que não tem sombra, por exemplo (o Bunshin no Jutsu cria hologramas do usuário).


Mizu no Kinobori
(Andar na Água)
Quem Usa: Técnica ninja básica, usada por muitos Shinobis
Rank: D
Distância: ---
Primeira Aparição: Episódio 34 Naruto Clássico
Descrição: Concentrando Chakra na sola dos pés, o usuário pode fazer uma espécie de " perna de pau " de Chakra dentro da água.


Genjutsu no Kai
(Cancelamento da Técnica de Ilusão)
Quem Usa: Vários Shinobi
Rank: D
Selos: Tigre/Cabra
Descrição: Habilidade utilizada para cancelar genjutsus, lembrando que só funciona por completo caso a experiência do utilizador em genjutsu seja maior de que quem lhe lançou o genjutsu. Também é usado para remover selos em casos mais avançados.


" Eu to aqui pra causar! Se fosse pra ser pacífica eu tava no Oceano! "

Hummingbird

Mensagens : 8
Data de inscrição : 11/03/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

default Re: [Kiri] Academia Ninja

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 5:00 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum